31/07/2015

A Primeira Primeira-Dama de Campo Mourão

02/12/2009 - 07:27h
 
Dona Santa de Campo Mourão
Justilina Cardoso dos Santos 
Justilina, mais conhecida como “Dona Santa de Campo Mourão”, assim apelidada pela sua meiguice e seus gestos de bondade, nasceu em 1915, em Tibagi - PR, trabalhou em Ponta Grossa, mudou-se para Ortigueira de onde veio, de carroça, a Campo Mourão em 1940, em companhia do mineiro, José Antonio dos Santos, dentista desde Sapocaí - MG. Conheceu Justilina no hotel em que se hospedava em Ponta Grossa, onde ela trabalhava com a mãe.


Primeiro Prefeito de Campo Mourão, nomeado

Ele foi o primeiro prefeito de Campo Mourão, nomeado pelo governador Moisés Wille Lupion. Permaneceu no cargo até a posse do primeiro prefeito eleito, Pedro Viriato de Souza Filho, em 5 de dezembro de 1947.
Desde que chegou, Dona Santa, depois de morar uns tempos com dona Zuleica Teodoro, adquiriu e sempre morou na mesma chácara de sua propriedade localizada aos fundos (divisa) do Parque Municipal Joaquim Teodoro de Oliveira. 
Nunca teve automóvel. Gostava de se deslocar de gaiota, (carroça de duas rodas e dois varões) tracionada por um único animal.
Ela representou o município, que adotou de coração, por mais de 60 anos, na honrosa posição de Primeira 1ª Dama.
Em 2005 foi homenageada com o reconhecimento do pioneirismo na história da cidade e município que ajudou a crescer. 
Dona Santa foi atacada quando retornava com balde de leite após ordenar uma vaca, por um 'pitibull' de sua propriedade, que dilacerou seu frágil corpo, cansada pelo peso de quase 100 anos de lutas.  
Levada à Santa Casa de Campo Mourão, não resistiu aos ferimentos sofridos e faleceu.
Em sua triste memória, o município a homenageou com um simples decreto de Luto Oficial, na manhã da quarta-feira de 2 de dezembro de 2009, em razão do falecimento da pioneira Justilina Cardoso dos Santos, 94 anos, viúva do primeiro prefeito (nomeado) do município, José Antônio dos Santos, que assumiu interinamente em 1947.
Está sepultada no Cemitério Municipal São Judas Tadeu em Campo Mourão.

 
A Vida é curta demais, né?



02/12/2009 - 07:27h