18/07/2011

Futsal em Campo Mourão - pinceladas




A primeira quadra de futebol de salão em Campo Mourão foi feita ao lado da casa paroquial, onde hoje está a praça elevada ao lado da Catedral, entre o  Hotel Santa Maria e Praça Getúlio Vargas, na década de 60.
A iniciativa foi do vigário da paróquia, padre Valdécio, e ali estreou a equipe azul da AABB-Associação Atlética Banco do Brasil, que tinha como astro o famoso Baba (um Falcão de hoje). A sede do Banco do Brasil ainda era no prédio do seu Constâncio (o homem do bandolin), onde está hoje o Cartório do Acir que o herdou de seu pai. Timidamente foram surgindo outros times, pois essa modalidade de futebol era, ainda, desconhecida até em cidades maiores que Campo Mourão. Era um esporte emergente, que caiu no gosto dos atletas, rapidamente.

Timidamente, na gestão Horácio Amaral, o engenheiro da prefeitura Feiz Faraht montou uma quadra polivalente (basquete, vôlei e futsal) com placas de concreto, entremeadas de ripinhas de madeira, sobre a terra solta e armou um tablado vazado onde está a escolinha de natação no Estádio Municipal RB.
Era um risco praticar esportes ali, principalmente o futsal, dado o desnível do piso. A madeira apodreceu, as placas se soltaram e apresentavam as quinas salientes e afiadas. Muitos jogadores se machucaram naquele piso  ou se ralaram nos tombos sobre a cancha ríspida. Haja joelhos e cotovelos pra esfolar nas quedas.

Foi quando, de 60/70, o Futsal ganhou seu ápice por iniciativa de Itacir Tagliarí, que construiu uma cancha de piso excelente (liso), no terreno da Rua Francisco Albuquerque x Av. Goioerê.
Seu Itacir gostava de esportes e incitivou seus filhos. Primeiro montou o São Paulinho FC tendo como base seus filhos Itamar, Carlos e Luiz Tagliari e seu irmão Clóvis Tagliari, enquanto a mãe Isis e a irmã Sônia torciam por eles.
O São Paulinho era futebol de campo e os meninos ainda crianças. Cresceram e surgiu a famosa Associação Tagliari, que marcou época no Paraná e colheu muitos louros e glórias nos anais históricos do esporte de Campo Mourão.
A quadra recebeu iluminação e seu Itacir mandou erguer três degraus de arquibancadas de um lado só, que geralmente lotavam nas noites de jogos. Do outro lado havia uma paredão de cimento com placas pré-fabricadas (com publicidades), também a mesa diretora e os bancos de reservas (de concreto frio). A entrada da cancha tinha portaria, vestiário e barzinho (de madeira). Tudo numa data de apenas 20 x 50 m (1000 m2)

A terceira quadra de Futsal (Ilton Santin) foi construída no Clube 10 de Outubro, que depois deu lugar as quadras de tênis.

 
CME de Campo Mourão - 1976

O auge do Futsal em Campo Mourão foi em 1976, na gestão de Renato Fernandes Silva – o Prefeito Esporte - que instituiu a primeira  Comissão Municipal de Esportes; construiu os magníficos ginásios de esportes: Belin Carollo e JK, (o primeiro projetado pelo engenheiro Léo de Judá, de Londrina) ao mesmo tempo em que lutou contra outras cidades  concorrentes, e conseguiu sediar uma das mais belas edições dos JAPs-Jogos Abertos do Paraná, pela primeira vez na história, em Campo Mourão.
Ganhou de Zé Macaco, prefeito de Paranavai, que também pleiteava a sediação. As outras cidades já haviam desistido.
Renato foi enfático ao discursar: 'de uma coisa tenham certeza, todos os senhores aqui presentes, Campo Mourão tem muito calor humano para lhes dar e a melhor recepção a lhes oferecer'. Deu uma de Lula na Fifa pra conseguir sediar a Copa do Mundo-2014. Ou o Lula deu uma de Renato?!

Desde então o futebol de salão se tornou o carro-chede do esporte de Campo Mourão,  e mais de uma dezena de  ginásios,  quadras de esportes e centenas de aficcionados pelo esporte da 'bola pesada'  surgiram por todos os quadrantes da cidade e bairros.

Anos Dourados do Futsal em Campo Mourão


>clique na img e amplie<