27/06/2011

Pelé, Seleção Brasileira em Campo Mourão

Em 1969 o futebol estava no auge em Campo Mourão e no Mundo.

   
Anisio dos Santos Morais

Anísio Morais e Wille Bathke Junior apresentavam Colméia Nos Esportes (12 às 13 hs) e narravam os jogos pela Rádio Difusora Colméia.
Antes do meio-dia Gerson Costa (funcionário da Coletoria Estadual) apresentava um jornal de 15 minutos, aperitivo de Colméia Nos Esportes.
No dia 1° de abril daquele ano (Dia da Mentira), o Anísio datilografou umas linhas assim: >Pelé estará amanhã em Campo Mourão com um show de embaixadas. Faz parte da preparação da Seleção Brasileira que disputará a Copa do Mundo, ano que vem (1970) <
Colocou na mesa do estúdio sem o Gérson ver. Ele iniciou a apresentação, viu, pegou o papel... deu ênfase e falou em alto e bom som:

‘Atenção.. atenção desportistas... Pelé estará em Campo Mourão... etc etc.’

Disse da importância e da honraria de Campo Mourão. Acrescentou: vou deixar essa 'bomba' aqui, assim meus amigos Anísio e Wille vão divulgar e, por certo, com mais detalhes’
Eu vi que o Anísio entrou na sala de discoteca e dava risadas: -putzz... o cara caiu... e ria... que Pelé que nada... hoje é  1° de Abril e peguei mais um!!!
O Gérson saiu, entramos apresentar o programa, e disse rapidinho: “dá uma olhada naquela nota, e mandem ver, é quente”.
No outro dia, nada de Pelé. Aliás, nunca veio a Campo Mourão. Passado um bom tempo o Gérson soube que foi arte do Anísio e ficou por isso mesmo.


Comissão da CBD – Na fase de treinamentos da seleção brasileira de 70, o estádio Roberto Brzezinski estava em péssimas condições. Quem vinha narrar e os clubes que disputavam o campeonato paranaense, com a Mourãoense, faziam críticas severas ao estádio de Campo Mourão.
Resolvemos aprontar uma e ver se melhorava o RB e plantamos essa notícia (falsa):

“A Comissão Técnica da CBD, com Abílio de Almeida e todo o staf do selecionado nacional, veio vistoriar, ontem à tarde, o Estádio Municipal de Campo Mourão a fim de concentrar e treinar a seleção com vistas ao Mundial no México. Mas ficaram decepcionados com o que viram. Rapidamente seguiram a  Cascavel e Foz do Iguaçu a procura de outro local condizente.”

Saímos do programa e passamos pelo Bar Copacabana e no Caiçara onde se reuniam corneteiros, dirigentes, jogadores... pra bater papo sobre futebol, um prato cheio na epoca.

Íamos passando e nos chamaram (Alcyr Costa Schen... Capitão Bompeixe... Álvaro Gomes... Nilo Ragugnheti  e outros..) - “Pooo... caramba.. sacanagem... (falaram um monte)... O Abílo e a cúpula  esteve aí ontem, vocês sabiam e não nos falaram nada!!...Olha vamos esperar a prefeitura abrir, falar com o prefeito e vamos deixar o estádio um brinco, vocês vão ver.”
Ao mesmo tempo, por uns dois ou três dias, gastaram centenas de telefonemas pedindo empenho da FPF e mil ligações pra CBD, mas sem retorno. Nada.. lá ninguém sabia ou ouviu falar dessa visita!!


Mas o Municipal RB, realmente foi reformado,  e era isso que nós queríamos: ouvir elogios da crônica esportiva, dos diretores e jogadores dos clubes que vinham atuar aqui. 
Passamos a ouvir somente badalações a Campo Mourão, graças a uma “santa mentirinha”. E com um timaço canarinho, a Seleção Brasileira foi tri-campeã no México, em 1970.