15/04/2011

Jibóia Salva Piloto...



"Certa vez, na boca da noite (idos de 60), estava eu a recolher roupas no varal de casa e notei que um teco-teco (avião pequeno) sobrevoava a cidade de Campo Mourão várias vezes. Ia e vinha a esmo. O costume dos pilotos era dar um rasante sobre o ponto de táxi. Assim era a maneira de solicitar o serviço a buscá-los no aeroporto.
Esse um estranhei, observei um pouco e liguei no telefone da Rádio Colméia, que operava em cima do Edifício Mourão. Me atendeu, educadamente, o locutor da noite.
-Alou, aqui é Adinor da Rádio Colméia. Qual música quer ouvir?!
-Boa noite seu Adinor. Sou a professora Walkyria. Já viu que tem um teco-teco em dificuldade sobre Campo Mourão??
-Não, não vi. Estou no estúdio e música tocando.... mas, um momento que vou olhar!
-Alô, dona Walkyria? Eu vi e vou tentar ajudar. Até logo!!

Contato - "Eu peguei o microfone com cabo, e fui até a janelona que dava vista pros lados do aeroporto, conta Adinor.
Eu comecei a chamar o piloto. Alo, aloo piloto que está voando sobre Campo Mourão. Está me ouvindo?
Chamei umas dez vezes e só via as lusinhas do avião dando voltas. Chamei mais algumas vezes e disse:
Aloo, alooo piloto. Se estiver na escuta, balance as asas!
Vi, pelas lusinhas, que balançou.
Está em perigo?... Novamente balançou.
Aí eu comecei a chamar os motoristas que ouviam a Rádio nas ruas ou em casa, a fim de que: 'pelo amor de Deus' se dirijam ao aeroporto que tem um avião perdido aqui.”
Muitos foram os caminhões, jipes e automóveis que acorreram ao simples aeroporto de terra, e conforme chegavam, estacionavam dos dois lados da pista, com os faróis ligados, voltados ao meio dela.

São e salvo - Em seguida o piloto pousou e taxiou até o meio da pista. Desceu, foi ao encontro dos motoristas e os agradeceu.
Disse um deles: -Não me agradeça moço, quem te salvou foi uma cobra grande (gibóia), e riu.
O piloto não entendeu nada e perguntou onde era a Rádio, pois queria agradecer o locutor que o salvou, como de fato foi.
Disse outro motorista: -Poisss é rapaz, é lá mesmo que você vai conhecer a cobra que te salvou. É o Adinor Cordeiro que chamamos de Jibóia, porque é gordinho, redondinho, mas é com jota e não com ge... risos.
-Ah, agora entendi – mais risadas de alívio – alguém pode me levar até ele? Depois eu acerto tudo o que devo aos senhores!
Após a visita, o Adinor indicou um hotel a pedido do piloto, e em seguida retornou a ligção à professora Walkyria:
-Obrigado professora. Salvamos o piloto. Ele veio aqui e falei que foi a senhora que me avisou. Ele pediu que agradecesse à senhora, ok?!
-Valeu, parabéns Adinor!! Respondi emocionada, e desligamos.

Adinor Cordeiro apesentava o programa nos Braços da Saudade, e atendia pedidos de músicas feitos pelos saudosistas.


Walkyria Gaertner Boz e Adinor Cordeiro de Souza