23/04/2017

Dia do Guerreiro São Jorge: 23 de Abril

 

São Jorge nasceu em 275, na Capadócia – Turquia. 
O menino Jorge e sua mãe Lídia foram morar na Palestina logo após a morte de seu pai, que tombou sem vida numa batalha

Ao atingir a adolescência, entrou na carreira das armas, o que combinava com seu temperamento combativo, a exemplo do seu pai. Logo se tornou capitão do exército romano, devido à sua grande coragem, dedicação e habilidade. Essas qualidades levaram o imperador a nomeá-lo Conde da Província da Capadócia, sua terra natal e, com 23 anos, foi elevado a função de Tribuno Militar promoção que o levou a residir na corte imperial.


Abastado - Segundo a lenda, após falecer sua mãe, Jorge recebeu sua grande herança e doou tudo aos necessitados. Na corte imperial ficaram surpresos com esse acontecimento. Entretanto, ainda não sabiam da Fé Cristã de Jorge, que havia se convertido. 

Inabalável - Em 302 DC, o imperador Diocleciano mandou prender todo soldado romano cristão e oferecê-los como forma de sacrifícios aos deuses romanos. Jorge, espantado com a decisão do imperador, declarou-se cristão. O imperador Diocleciano tentou persuadir Jorge a desistir da fé cristã, lhe oferecendo alguns bens materiais. Jorge manteve-se firme na sua fé e o imperador decidiu torturá-lo para fazê-lo mudar sua crença. E, após cada tortura, ele era levado ao imperador, que lhe perguntava se aceitava os deuses romanos e renegaria Jesus. No entanto, Jorge se mantinha firme, isso fez com que muitos romanos tomassem sua dor, inclusive a mulher do imperador, que se converteu ao cristianismo.

Degolado - Diocleciano, não tendo conseguido seu intento, mandou degolá-lo no dia 23 de abril de 303 DC, em Nicomédia. Os restos mortais de Jorge foram levados até a  Dióspolis - Palestina, onde foi sepultado. Algum tempo depois, o imperador cristão Constantino mandou ser erguido um suntuoso oratório para que a devoção a São Jorge fosse espalhada por todo o Oriente.

Venerado - Por volta do século V, já se contavam cinco igrejas dedicadas a São Jorge na capital do império no Oriente, chamada Constantinopla. Mais tarde, no vizinho país do Egito, foram construídas quatro igrejas e mais quarenta conventos dedicados a São Jorge. São Jorge passou a ser venerado como sendo dos maiores santos da Igreja Católica em várias regiões como na Armênia, em Bizâncio e no Estreito de Bósforo, na Grécia.

São Jorge e o Dragão - De acordo com a lenda, Jorge estava acampado com sua armada, na Líbia. E lá havia um enorme dragão com asas. Se bafo era tão venenoso que matava quem se aproximasse. Com o desejo de manter o dragão longe da cidade, eles ofereciam os carneiros como alimento. Quando os carneiros acabavam, eles ofereciam-lhe as crianças. Até que o sacrifício caiu sobre a princesa Sabra. Ela, com apenas 14 anos seguiu para fora da muralha da cidade e ficou à espera do dragão. Jorge, ao ficar sabendo disso, decidiu por fim ao sofrimento da cidade. Montou em seu cavalo branco e partiu para a batalha. Mas, antes, Jorge exigiu ao rei sua palavra: se ele trouxesse a princesa de volta, todo o reino se converteria ao cristianismo.
O rei deu sua palavra e Jorge seguiu para a batalha. Depois de muita oração e luta, São Jorge acertou na cabeça do dragão com sua espada, em seguida em sua asa, e o dragão caiu sem vida. Jorge arrastou o dragão até à cidade, levando consigo a princesa. Então, toda a cidade se converteu ao cristianismo.

O dragão, tem como simbolismo a idolatria que mata inocentes, destruída com armas da fé, enquanto a princesa significa o lugar de onde ele retirou a heresia e instalou a fé cristã.

A armadura de São Jorge, simboliza a proteção do cristão, que São Paulo descreve na carta aos Efésios 6, 10-18. A couraça representa a justiça. O capacete representa a certeza da salvação. O cinturão, a verdade. O calçado, a prontidão para anunciar o Evangelho de Jesus Cristo. Assim, o Santo é lindamente representado como um guerreiro, um oficial do reino de Deus, vestido para a batalha espiritual contra o mal.

A espada e a lança de São Jorge, com as quais ele fere mortalmente o dragão, representam a Palavra de Deus, conforme o escrito de São Paulo: "A Palavra de Deus é viva, eficaz, mais penetrante do que uma espada de dois gumes e atinge até a divisão da alma e do corpo, das juntas e medulas, e discerne os pensamentos e intenções do coração". (Hebreus 4,12) é com o poder da Palavra de Deus que São Jorge vence o mal.

 

A capa vermelha de São Jorge, representa seu martírio. Ele foi decapitado, ou seja, teve a cabeça cortada por não ter renegado sua fé em Jesus Cristo.

O cavalo branco de São Jorge, simboliza a pureza e a santidade, armas indispensáveis na luta contra o mal. Além disso, a cor branca, usada na Páscoa, nos lembra a vitória sobre a morte e a ressurreição de Jesus. A grande luta de São Jorge foi contra o império romano que queria acabar com os cristãos. Por isso ele foi elevado aos altares da Igreja.


A Igreja pintada ao fundo da imagem de São Jorge simboliza a própria Igreja de Cristo. Há um caminho difícil para se chegar até ela. Este caminho simboliza as dificuldades de São Jorge e de todos nós para chegarmos a Deus. Sobre o caminho tem a figura de uma jovem: é a princesa que foi salva por São Jorge.


A imagem de São Jorge conta sua história de vitória contra o mal. É a história de uma vida contada através de uma imagem forte e rica de significados. Que São Jorge interceda por nós em todas as lutas da vida, especialmente nas batalhas contra o mal.

 

Oração a São Jorge


Andarei  com vestimentas e armas sagradas de São Jorge, a fim de que  meus  inimigos, tendo  pés, não me alcançarão; tendo mãos não me peguarão; tendo olhos não me enxergarão. Nem pensamentos eles possam ter para me fazerem mal. Armas de fogo meu corpo não alcançarão; facas  e  lanças  se  quebrarão sem  ao  meu corpo chegar; cordas  e correntes se arrebentarão sem ao meu corpo amarrar. São Jorge, cavaleiro corajoso, intrépido e vencedor, abra meus caminhos e ajuda-me conseguir bom emprego;   fazei com  que   eu  seja  bem  visto  por  todos:   superiores,  colegas  e subordinados. Que paz, amor e harmonia estejam sempre presentes  no  meu  coração, no  meu lar e  no meu serviço;  vela por mim e pelos meus, protegendo-nos sempre, abrindo e iluminando nossos caminhos, ajudando-nos, também, transmitirmos  paz, amor e harmonia aos que nos cercam.

Amém.