07/11/2011

História do Futebol - Pelota

 

Pelota - Futebol no Mundo

Achados arqueológicos revelaram a existência de um jogo de bola praticado com o pé há mais de três mil anos, no Egito e na Babilônia.
Um jogo similar ao futebol, denominado tsu-chu (golpe na bola com o pé), era praticado pelos chineses em 2.600 a.C.
Mais ou menos nessa época, praticava-se um esporte semelhante no Japão, o kemari. Seu objetivo principal era não deixar a bola cair no chão, e desenvolvia a técnica de controlá-la com os pés.
Eram utilizadas bixigas de bois e porcos, infladas com ar, e até crânios humanos de inimigos derrotados.

 
Maiaball
 

Os Maias também são conhecidos pelas cerimônias sangrentas e sacrifícios humanos. O jogo da pelota desempenhava um papel importante.
Nesta prática a bola era controlada com a coxa, o antebraço, ombro, costas, glúteo e quadris, e tinha que passar pela parte interior de um dos dois anéis de pedra colocados no alto de cada uma das paredes laterais. O prêmio, ao vencedor, era a honra de ser sacrificado aos deuses.

Na Europa, sabe-se que os gregos, por volta do séc. IV a.C., praticavam um esporte que consistia basicamente em conduzir uma bola com os pés, o epyskiros
 

 


É provável que os romanos tenham copiado os gregos quando criaram, séculos mais tarde, o harpastum, jogo de características muito semelhantes ao epyskiros. No harpastum, o campo era retangular, com áreas demarcadas, as quais definiam as posições dos jogadores de ataque e defesa.
Em seu processo de expansão, os romanos levaram o jogo de bola a outras regiões européias. Ao que tudo indica, foram eles os introdutores do "futebol" na Gália (França) e na Bretanha (Inglaterra), apesar de alguns historiadores afirmarem a existência, nesta última, de um futebol nativo, de origem meio lendária e meio cívica.

Durante a Idade Média, o jogo de bola (pelota) com bastões, era muito disputado na Gália (soule), em Flandres e na Picardia. 
 

 


Na Itália, o futebol surgiu no séc. XVI com o nome de giuoco di calcio, e era jogado uma vez por ano pelos nobres de Florença e Siena. Cada equipe tinha 27 jogadores, divididos em quatro setores: três zagueiros recuados, quatro zagueiros avançados, cinco médios e quinze atacantes. Com apenas um ponto, a partida era encerrada (morte súbita).

Foi na Inglaterra, porém, que o futebol atual tomou forma.

1300 - a Idade Média inglesa está pontilhada de episódios violentos, muitos incluindo mortes ocorridas durante partidas de futebol.

1313 - uma lei determinou a proibição do jogo foot ball em Londres, sob a  alegação que este causava grandes transtornos na vida da cidade. Além de violento, o futebol, por ser muito popular entre o povo, poderia desviar a atenção dos soldados ingleses das práticas militares (arco-e-flecha, esgrima e arremesso de lança). P
or muito tempo, este esporte foi combatido pelas autoridades devido à sua extrema violência.

 

1660 - Carlos II foi o primeiro rei inglês a permitir a prática do futebol. Autorizou seus soldados a enfrentarem os homens do duque de Albermale, em um jogo de foot ball (bola com os pés).

1700 - Devido às proibições, o futebol sofreu uma série de modificações na Inglaterra, transformando-se em um esporte menos rude.

 
1800 - início do séc. XIX, Thomas Arnold, foi o encarregado de reformular o ensino superior inglês e introduziu a prática de diversos esportes — entre os quais o futebol — no currículo universitário.
A realização de competições esportivas propagou-se em todos os níveis do ensino na Inglaterra.

1843 - um grupo de estudantes de medicina criou o primeiro time de futebol fora das universidades, o Guy's Hospital Football Club.
Na primeira década do séc. XIX, escolas inglesas já realizavam disputas de um jogo semelhante ao futebol moderno. Em cada uma, o futebol recebeu uma série de regras, que alterava e desenvolvia o jogo.

1846 - a mais antiga regulamentação escrita sobre o futebol foi a de Rugby: as leis do futebol baseadas nas regras do jogo como é jogado na escola de Rugby. O futebol jogado em Rugby tinha uma característica que o distinguia do praticado nas outras escolas: os jogadores podiam pegar a bola com as mãos e carregá-la por todo o campo, enquanto as outras modalidades de futebol permitiam o uso das mãos apenas para reter uma bola alta, tendo o jogador, assim que a retivesse, que colocá-la no chão e chutá-la, sem poder carregá-la ou impulsioná-la com a mão.

1848 - em outubro, uma associação de escolas reuniu-se no Trinity College, em Cambridge, e elaborou: as quatorze regras de Cambridge.


1863 - os representantes dos clubes de futebol ingleses fundaram a Football Association, a partir de uma reunião realizada na taverna Freemason's, e redigiram um código de leis para o esporte, num total de treze itens. Essas regras sofreram sucessivas alterações até chegarem aos dezessete itens que formam hoje as leis do jogo.

1880 - nos jogos que antecederam o futebol moderno, a união dos esforços individuais se dava sem uma tática coletiva. Predominava a improvisação.
Antes não havia um sistema de jogo. As equipes eram constituídas por um goleiro e dez jogadores que atacavam e defendiam ao mesmo tempo. Onde ia a bola, iam todos, sem esquemas, técnica ou tática de jogo.
 

1865 - imigrantes ingleses fundaram o Buenos Aires Football Club, na Argentina, um dos primeiros países fora do Reino Unido a entrar em contato com o esporte. Até o final do séc. XIX, diversos países europeus já jogavam futebol, ao mesmo tempo em que federações nacionais eram criadas.


1872 - a Football Association introduziu a disputa internacional, com um jogo entre Escócia x Inglaterra, na cidade de Glasgow. Foi a primeira partida entre seleções nacionais da história do futebol. Nesse mesmo ano, o futebol chegou à França.

1885 - o futebol profissional começou na Inglaterra e, em 1888, doze clubes fundaram a Liga de Futebol da Inglaterra.


1898 - surgiu o primeiro time brasileiro, o Mackenzie.
O jogo de estréia aconteceu em 1899, entre o Mackenzie e o Hans Nobiling Team. Acabou em 0 a 0.

 

1904 - as federações da França, Espanha, Bélgica, Suíça, Holanda, Dinamarca e Suécia fundaram a Fédération Internationale de Football Association, a FIFA, com sede provisória em Paris.

1908 - o futebol passou a fazer parte das Olimpíadas.

 
1913 - a FIFA se integrou à International Football Association Board.

1916 - foi criada a Confederação Sul-Americana de Futebol e a Confederação Brasileira de Desportos.
Em 1954, surgiram as Confederações da Europa (UEFA) e da Ásia (AFC); 
1957 - surgiu a Confederação da África (CAF);
1961 - a Confederação das Américas Central e do Norte (CONCACAF),
1966 - a Confederação da Oceania e do Pacífico Sul (OFC).

Desde a sua fundação, a FIFA teve como um de seus principais objetivos a realização de um grande torneio entre suas filiadas.
 
 
A primeira Copa do Mundo foi disputada em 1930, no Uruguai e sua seleção foi a campeã

O número cada vez maior de federações filiadas — atualmente duzentas e quatro, quase todas agrupadas nas seis confederações continentais — e sua atuação como promotora e organizadora da Copa do Mundo fazem da FIFA o mais bem-sucedido órgão esportivo do mundo.

Em pouquíssimos países, o futebol não conseguiu se impor como um esporte de massa.
Foi o caso dos E.U.A., onde, desde o início da década de 1970, vem sendo feita uma intensa campanha promocional do futebol, lançando-se mão, entre outros recursos, da contratação de grandes nomes do futebol mundial, casos de Pelé, Beckenbauer, Chinaglia e outros.

O Futebol no Brasil

 

1878 - primeiro registro de uma partida de futebol no Brasil. Nesse ano, Charles Miller, filho de ingleses radicados em São Paulo, voltou da Inglaterra e trouxe duas bolas de couro e um uniforme completo de futebol.

1894 - é considerado o marco inicial do futebol no Brasil.

1895 - em abril se organizaram duas equipes de empregados ingleses das companhias de gás e transporte ferroviário afim de disputar um jogo no campo da Companhia de Viação Paulista.

A iniciativa teve grande êxito e, em pouco tempo, foram fundados diversos clubes de futebol na capital paulista: o São Paulo Athletic, time da colônia inglesa na cidade; o Germânia, fundado pelo alemão Hans Nobiling; o Mackenzie, primeiro clube formado por brasileiros, e o Internacional, criado de uma dissidência entre os fundadores do Germânia.


1901 - foi criada a Liga Paulista de Futebol e, em 1902, realizou-se o primeiro Campeonato Paulista.
O time de Charles Miller, São Paulo Athletic, foi o que mais se destacou nos primeiros anos do esporte. Conquistou a primeira Taça Casimiro de Abreu e o tricampeonato paulista nos anos de 1902, 1903 e 1904. Charles Miller liderou a equipe até o ano de 1910.

1905, foi aprovado o estatuto da Liga Metropolitana de Futebol, de São Paulo.

Oscar Alfredo Cox (n. 20 de jan de 1880), no Largo dos Leões, filho do equatoriano George Emmanuel Cox e da brasileira Minervina Dutra Cox

1896, no Rio de Janeiro, foi Oscar Cox quem trouxe o esporte da Suíça. 

1901, em 1º de agosto ocorreu a primeira partida do Rio Team contra um time de ingleses, o Rio Cricket and Athletic Association, que jogava críquete em Niterói, mas que já havia jogado futebol em sua terra natal e terminou em 1 x 1, com público de 15 pessoas.
Apesar das dificuldades, reuniu um pequeno grupo e fundou o Rio Team.
No mesmo ano, Cox organizou os primeiros jogos de paulistas contra cariocas. Foram duas partidas, que terminaram empatadas (2 x 2 e 1 x 1).

 
Cox e o Fluminense em 1902

1902 - em 21 de julho de 1902, Cox fundou o Fluminense Futebol Clube, no Rio de Janeiro.

O primeiro Campeonato Carioca foi disputado em 1906. A classificação final foi: Fluminense, Paissandu, Rio Cricket, Botafogo, Bangu e Football and Athletic Club.
Nessa mesma época, Bahia, Minas Gerais e Rio Grande do Sul davam seus primeiros passos com o novo esporte.

De 1910 a 1919, praticamente todos os estados brasileiros já tinham seu próprio campeonato e sua federação de futebol. 
 


Em 1914, foi criada a Federação Brasileira de Sports substituída, em 1916, pela Confederação Brasileira de Desportos (C.B.D) atual CBF. Também em 1914, foi convocada a primeira Seleção Brasileira.
A equipe, que contava com alguns dos melhores jogadores do Rio de Janeiro e de São Paulo, jogou pela primeira vez contra um time internacional, o Exeter City, da Inglaterra, no dia 21 de julho.
Dez mil pessoas foram ao estádio do Fluminense, nas Laranjeiras, assistir ao que os jornais da época chamaram de: o "scratch nacional", que venceu os bretões, por 2 x 0.
O primeiro jogador brasileiro a marcar gol na Seleção foi Oswaldo Gomes, do Fluminense. O segundo gol foi marcado por Osman, jogador do América carioca.
Na equipe, também se destacavam: o goleiro Marcos Carneiro de Mendonça e o atacante Friedenreich, o primeiro grande ídolo do futebol nacional, conhecido como "El Tigre".

O primeiro jogo contra uma seleção aconteceu dois meses depois, frente a Seleção Argentina. O jogo foi em Buenos Aires e os argentinos venceram por 3 x 0.

 

1914, o primeiro troféu conquistado pela seleção brasileira foi em 27 de setembro - a Copa Roca - após a vitória de 1 x 0 sobre a Argentina no campo portenho do Gimnasia y Esgrima.

 
Seleção Brasileira - 1914

1919, o Brasil conquistou pela primeira vez o Campeonato Sul-Americano. Venceu o Chile (6 x 0), Argentina (3 x 1) e Uruguai (1 x 0).

O Brasil sagrou-se seis vezes campeão sul-americano (19, 22, 49, 89, 97 e 99).
O título de 1997, conquistado na Bolívia, representou a quebra de um tabu: o Brasil nunca havia vencido uma Copa América disputada fora do país.

Em 1923, o Brasil se filiou à FIFA.

Na década de 30, o futebol começou a caracterizar-se como esporte de massa.
Os clubes, até então extremamente elitistas e racistas, começaram a abrir suas portas a negros e operários.

 
O pioneiro a mesclar atletas foi o Vasco da Gama.

A década de 1930 foi marcada pela profissionalização dos clubes, fato que provocou uma verdadeira cisão no futebol brasileiro, pois muitos defendiam a continuidade do amadorismo no esporte.
 
Em 1933, aconteceu o primeiro torneio interestadual, entre cariocas e paulistas, que foi vencido pelo Palestra, time de São Paulo.

A partir de 1940, as constantes vitórias de equipes e selecionados brasileiros no exterior consolidaram o futebol como esporte de preferência nacional.

Em 1950, em apenas vinte e dois meses, foi erguido o Maracanã, o maior estádio do mundo, inaugurado para ser o palco da Copa de 50.

As vitórias de 1958, 1962 e 1970, em Copas do Mundo, marcaram definitivamente a presença futebolistica na vida brasileira.

A rápida evolução registrada pelo futebol no Brasil fez com que, já em 1923, a CBD organizasse o primeiro campeonato brasileiro de seleções estaduais, vencido pelo selecionado de São Paulo.
Esse campeonato foi disputado vinte e cinco vezes, sendo o último em 1963.

Outra importante competição foi o Torneio Rio-São Paulo, iniciado em 1933. Reunia cinco equipes paulistas e cinco cariocas. Em 1967, o torneio foi ampliado com as participações de dois clubes mineiros, dois gaúchos e um paranaense.
Nessa nova fase, recebeu a designação de Torneio Roberto Gomes Pedrosa, em homenagem ao ex-goleiro e ex-dirigente paulista, que serviu de base para a criação de um campeonato brasileiro de clubes (1971).

Ao lado do Campeonato Brasileiro — organizado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) - continuam sendo realizados os campeonatos regionais, pelas respectivas federações estaduais.

Outras competições importantes são a Copa do Brasil, onde jogam times de todo o país, e o Torneio Rio-São Paulo, onde jogam os times de maior destaque dos dois estados e que muitos consideram uma prévia do Campeonato Brasileiro.

Em relação ao Brasil, as competições mais importantes são: a Copa do Mundo, a Copa América, as Olimpíadas e a Taça Libertadores da América disputada entre  clubes brasileiros e latino-americanos.

Atualmente, os clubes de maior destaque do futebol nacional formam o chamado Clube dos 13: Flamengo, Vasco da Gama, Fluminense, Botafogo, Palmeiras, Corinthians, São Paulo, Santos, Grêmio, Cruzeiro, Atlético Mineiro, Internacional e Bahia.

O futebol revelou grandes ídolos brasileiros, alguns dos quais alcançaram fama internacional.
O primeiro foi o atacante Friedenreich, vindo depois Leônidas da Silva, Ademir de Menezes, Garrincha, Gilmar, Tostão, Rivelino, Pelé — considerado o maior jogador de todos os tempos — Zico, Falcão, Sócrates, Roberto Dinamite, Romário, Ronaldinho, Bebeto, Dunga, Raí, Taffarel e Ronaldo fenômeno, além de outros.


 
Pelé


 
Garrincha

 
Ronaldo


Fonte:
futebolnews.com/home/historia_do_futebol.asp


 
Argentina maior rival do Brasil


>clic nas imagens e amplie<