10/11/2011

Garoto morreu em Campo Mourão


 

  
Garoto agachado - segundo da esq>dir

GAROTO, ex-atacante da Portuguesa de Desportos, Comercial de Cornélio Procópio, Arapongas, Grêmio de Maringá, adoeceu e veio falecer em Campo Mourão.

 
Wilson Genaro (o Garoto) nasceu em São Paulo-SP, em 1930. Começou sua carreira no campo do Carandiru.

Estreou no futebol profissional pela Portuguesa de Desportos, em  São Paulo, no ano de 1952. Seu técnico era o famoso Oswaldo Brandão. Não demorou, Brandão escalou Garoto no time principal, estrelado por craques renomados, dentre os quais: Pinga, Nininho, Julinho e Simão.
Em 1954 atuou no Esporte Clube Comercial de Cornélio Procópio, no Paraná.
Em 1964 encerrou a carreira aos 34 anos, e passou a ajudar o Grêmio Maringá nas categorias de base.
Quase no final de sua vida em Maringá, Garoto vivia sozinho e sem aposentadoria.
Bastante adoentado veio morar com uma sobrinha em Campo Mourão.
Faleceu dia 7 de setembro de 1987, vítima de cirrose hepática, aos 57 anos de idade. Dia 8 de Setembro de 1987 foi sepultado, discretamente, no Cemitério Municipal São Judas Tadeu de Campo Mourão.
Em todas as cidades onde deixou amigos no meio esportivo, social e futebolístico, ficou a saudade e seu nome é sempre lembrado pelo belíssimo futebol que praticou.
  
Garoto (artilheiro do Comercial de Cornélio Procópio, Grêmio Maringá e Arapongas) com o goleiro Zeferino, na Revista Pois É - dezembro de 1986 - na qual a matéria enfocou as dificuldades de antigos jogadores profissionais, sem aposentadoria.