10/07/2011

Nelson Bittencourt Prado - Advogado de Campo Mourão

  

Primeiro Advogado, Jornalista e autor do Brasão de Campo Mourão

Nelson Bittencourt Prado nasceu em Guarapuava-PR, dia 23 de julho de 1917. Filho de João Lemos do Prado – natural de Imbituva –  e de Hygina Bittencourt Prado – natural de Guarapuava. Casado com Nelly Mylla Prado, falecida dia 2 de fevereiro de 1979. Pais de Ubiratan Prado, casado com Evelyn Prado, residentes em Curitiba, e de Bruna Prado.

Estudos e Formação:
1927/1930, estudou o primário e práticas de escotismo no Grupo Escolar Visconde de Guarapuava, na cidade de mesmo nome.
1931/1936 cursou o Ginásio Paranaense, e entre 1937/1938 fez o Pré Jurídico no mesmo ginásio, em Curitiba.
1939/1943 tornou-se Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais na Faculdade de Direito do Paraná da Universidade Federal do Paraná – UFPR.
1940/1943 fez o curso de Filosofia, Sociologia e História Geral da Humanidade, no Centro Paranaense de Estudos.
1949 realizo estudos de Estatística e Problemas de Base do Brasil, no Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, no Rio de Janeiro.
1964 concluíu o Curso Prático de Jornalismo na UFPR e os cursos de Radioeletricidade e Radioamadorismo da LABRE na Escola Técnica Federal do Paraná (CEFET) em Curitiba.
1965 realizou curso de Historiografia, Sociologia, e Heráldica de Domínio, na UFPR.
1972 foi diplomado em Administração Municipal pelo Instituto Brasileiro de Administração Municipal  do Rio de Janeiro.
1975 fez curso de Biblioteconomia e Documentação no Instituto Brasileiro de Administração Municipal – Rio de Janeiro.

Principais Atividades:
1940/1943, trabalhou na função de Estatísco-Auxiliar do Departamento Estadual de Estatística, em Curitiba. 
1944 se estabeleceu como Advogado Geral em Guarapuava.
1945/1950 foi Assistente Técnico de Estatística Municipal no IBGE de Curitiba.
1950 trabalhou na Supervisão Censitária Regional e no Recenseamento Geral de Londrina, Curitiba e do Brasil.
1951, em Campo Mourão instalou a primeira banca de Advocacia Geral, na rua Araruna, enfrente ao portão do ginásio de esportes do Colégio Santa Cruz, onde trabalhou, residiu e permaneceu na qualidade de Cidadão Mourãoense, até 1962.  

 
Em Campo Mourão fundou e editou o primeiro jornal local, Correio de Campo Mourão (1951-1952) e o Correio do Noroeste (1954-1955) 

1956 - Foi eleito vereador pela UDN, com 288 votos. Assumiu a presidência do Poder Legislativo Mourãoense , em 1959, por falecimento do prefeito Roberto Berzinski e conseqüente posse na prefeitura, do então presidente da Câmara de Vereadores, advogado Paulo Vinício Fortes.

Campo Mourão, Nelson Bittencourt Prado

Principais projetos legislativos:
Autor do projeto de lei que elevou o patrimônio de Piquirivai a Distrito de Campo Mourão.

Elaborou o estudo inicial e fundamental da nomenclatura das avenidas e ruas de Campo Mourão 
Autor do projeto de lei que Instituiu o Centro Municipal de Informações Culturais, raiz da Casa da Cultura de Campo Mourão.

Atividades Sociais de Bem Comum:
Primeiro Rei Momo do Carnaval realizado no Clube Operário 1° de Maio, de Campo Mourão. Rainha Adalbrair Albuquerque - 1951

Campo Mourão, Primeira Rainha do Carnaval


Fundador e primeiro Presidente do Lions Clube de Campo Mourão, em sua  fase inicial, 1955 a 1956.

Autor da biografia do Barão de Cerro Azul, patrono do Grêmio Lítero Esportivo Barão do Cerro Azul-GLECA, do Ginásio (atual Colégio Estadual de Campo Mourão) - 1957

Diretor do Serviço Muncipalista do Interior-MUNINTER, atividade privada de apoio administrativo-operacional aos municípios Paranaenses, com Departamento de Radiocomunicação destinado ao serviço limitado restrito ao setor, de 1962-1966.

Diretor Adjunto e Assessor Jurídico do Laboratório PRADO S.A, 1966-1970 em Curitiba, quando mudou-se de Campo Mourão.

Trabalhou com Advocacia Geral em Curitiba, por dez anos, entre 1962 e 1972.


Trabalhos Especializados:
Estudos sobre a agropecuária paranaense, apresentado no Simpósio da Universidade Federal do Rio de Janeiro em 1972, que mereceu placa de bronze fixada no recinto da Faculdade de Veterinária daquela Universidade, com os seguintes dizeres em alto relevo: “BENDITO O CRIADOR E O SEMEADOR. BENDITA A TERRA ONDE O POVO RECOLHE O PÃO DE SUA PROPRIA SEARA”.




Assessor de Imprensa da Associação Paraense do Ministério Público e editor do Boletim Especial da entidade, e Coordenador Editorial dos boletins mensais da Fundação de Assistência Aos Municípios do Paraná-FAMEPAR  (1969)

Responsável pela elaboração da Simbologia Heráldica do Domínio, aos municípios paranaenses, inclusive o brasão de Campo Mourão, de sua lavra, em 1970.

Brasão original de Campo Mourão


Ensaio sobre Heráldica Paranista pelo Instituto Histórico, Geográfico e Etnográfico Paranaense, em 1980.

1981 - Morre Nelson Bittencourt Prado, que deixou um legado histórico de abnegação a Campo Mourão, exemplo de bairrismo, paranísmo e brasilidade.

Faleceu em Curitiba, dia 19 de Novembro de 1981 e seu corpo sepultado no jazigo da Família Prado, no Cemitério da Água Verde.
Com seu passamento desapareceu o maior acervo fotográfico, peças antigas e alfarrábios valiosos da História de Campo Mourão. Um dos seus sonhos foi o de contruir o Museu Histórico de Campo Mourão.
"Nada é para sempre. Estamos aqui de passagem. Escreva bem a sua biografia. Essa é eterna" dizia Dr Nelson.

Campo Mourão; fac-simile do Currículo de Nelson Bittencourt Prado 

Nelson Bittencourt Prado e Elias Faraht amigos desde Campo Mourão: "Este é o maior mourãoensee guarapuavano que conheço", disse Dr Elias