30/06/2011

Campo Mourão no Futebol Profissional



Futebol profissional em Campo Mourão

 
Associação Mourãoense - Campo Mourão - 1966

Em 1964 o prefeito Milton Luiz Pereira reformou o Estádio Municipal Roberto Brzezinski,  e preparou a casa com objetivo de colocar Campo Mourão no futebol profissional do Paraná. Marcou uma reunião com desportistas, na Câmara de Vereadores, que era anexa à Prefeitura.
Expôs suas idéias e disse que estava “disposto a ajudar no que for possível. Só lhes faço uma exigência: evidenciem o nome Campo Mourão no escudo da agremiação.”
Nesta reunião, à tarde do dia 10 de Outubro de 1964, foi fundada a Associação Esportiva e Recreativa Mourãoense – AERME.


Diretoria - Por indicação unânime Hamilton Laurindo (Caputira) foi escolhido o primeiro presidente da Mourãoense; Santinor Portes Rocha o vice, e Alcyr Costa Schen o Diretor do Departamento de Futebol.


Em 1966 a Mourãoense, de uniforme verde e branco, calções e meias brancas, estreou em Andirá-PR, na primeira divisão do futebol profissional do Paraná. 

O Time - O quadro de jogadores contratados contou com: Romeu e Chiquinho (Gordinho) goleiros; Neuci, Davi, zagueiros; nas laterais e meio de campo: Pacífico, Zé Mundinho, Ney, James, Macedo, Renatinho e Latito; atacantes, Pepino, Fefeu, Nininho, Postali, Joel, Nacir, Catarina, Neroi e Luiz Táis. Técnico: Osvaldo Silva.

Amistoso em Campo Mourão

Pacífico -  Almir Pacífico, ex-meio campista campeão pelo Água Verde EC, foi o primeiro jogador profissional contratado pela Mourãoense. Na tarde da sua apresentação, o Estádio quase lotou de torcedores. Logo em seguida foi contratado Japonês (Fernando Aires). Os dois foram capeões e formaram a melhor dupla de meio campo do Paraná, pelo Água Verde. Depois atuaram no Pinheiros (EC Paraná).

Antes de Campo Mourão, Charrão no Atlético Paranaense, 
Campeão Brasileiro de 1968

Outro famoso contratado pela Mourãoense, foi Charrão, experiente zagueiro clássico, ex-campeão pelo Atlético Paranaense.  
Presidentes:
Hamilton Laurindo (1966),
Getúlio Ferrari (1967),
Alcyr Costa Schen (1968),
Delordes Daleffe (1969),
João Pedro (1970).

Primeirona – Mourãoense e CAFE de Cianorte foram os finalistas da única vaga na Primeira Divisão do Campeonato Estadual de Futebol do Paraná, em 1966.
No primeiro jogo, em Cianorte, venceu por 1 x 0. No segundo jogo, em Campo Mourão, dependia só do empate. O CAFÉ fez 1 x 0 e o jogo não acabou por tumulto generalizado. O árbitro Luzbel Nunes foi agredido e saiu escoltado de campo.

 

A Federação Paranaense anulou o jogo, interditou o estádio de Campo Mourão e marcou nova partida no Estádio Willie Davids de Maringá.

Campeã - O jogo terminou O x O e a Mourãoense foi declarada campeã, o que lhe garantiu presença por 10 anos na primeira divisão do futebol paranaense.
Nesta oportunidade jogou com: Romeu, Rubens, Pacífico, Nilton Dias e Neri. Paulinho e Altevir. João Carlos, Tião Quelé, Postalli e Josué. O técnico Osvaldo Silva armou um 4-2-4 e o time se deu bem.

Na sua história apenas dois excelentes jogadores foram negociados, em anos diferentes, com o Grêmio de Futebol Portoalegrense: O ponta de lança Tião Quelé e o lateral, revelado em Campo Mourão, Dirceu Mendes, procedente da equipe amadora de Araruna.


Mourãoense na inauguração do gramado do estádio Roberto Brzezinski, 
com vitória por 3 a 1 contra o Grêmio de Guarapuava, em 20 de setembro de 1965.


  
AERM de Campo Mourão - Campeã do Amadorzão - 1970
Alvaro Gomes, Ademir Fuzeto, Abel Garcia, Joãozinho, Celso Ferrari, Luiz Pepineli, 
Juacir Piacentini, Carlito Roeder, Toninho, James, Luiz Carlos, Clovis e Edson Salgado. 
Tomadon, Zé Copinho...

Grama comprada – O prefeito Milton Luiz Pereira comprou grama de Araraquara-SP, plantada no Estádio Municipal Roberto Brzezinski, a mesma que perdura até hoje.