19/06/2011

Os Bathke em Santa Catarina - via Orkut

 

 
Greycy Bathke e Maria Luiza Bathke Apolinário -SC

Greycy Bathke, a GRÊ diz..

"Rodolpho Bathke e Clara Bathke pais de Paulo Bathke Sobrinho, vieram da cidade de Berlim na Alemanha de navio para o Brasil no ano de 1886, o motivo era a pobreza e as dificuldades deixadas pela guerra.
Chegando no Brasil pelo Porto de São Francisco do Sul/SC, subiram até a Cidade de Lages.
Paulo Bathke Sobrinho chegou ao Brasil com 2 anos de idade. Em Lages se instalaram no campo e desenvolveram a agricultura para sobrevivência.

Lócio Siqueira casou-se com Dília Siqueira e tiveram Lula Maria Siqueira. A origem desta família era Bugre, moravam em Lages perto da fazenda dos “Bathke”. Por volta da década de 30, Paulo Bathke Sobrinho (Biso Pai velho) casou-se com Lula Maria Siqueira Bathke (Bisa Mãe velha) e tiveram no ano de 1932 na cidade de Lages, Aristides Siqueira Bathke. Com 2 anos Aristides e seus pais desceram a serra com destino à Ituporanga.

João Reinnert e Romana Reinnert pais de José João Reinnert, vieram da cidade de Frankfurt na Alemanha no ano de 1890. Chegando ao Brasil foram para o município de Ilhota, onde instalaram-se no Morro do Baú. A criação de gado para o abatimento e a confecção de soiteiras, laços de boi, chicote de montaria eram a forma que a família obtinha seu sustento, com o artesanato de couro.

Cecília da Silva, casada com Luiz Bento da Silva, pais de Maria Cecília da Silva também moravam no morro do Baú. Maria Cecília da Silva (Bisa Dindinha) casou-se com José João Rainnert (Biso Dindinho) na década de 30. Eles continuaram morando no Morro do Baú, onde no ano de 1934 nasceu Catarina Maria Rainnert. No início do ano de 1952 a família Rainnert desceu para a Cidade de Ituporanga.

No ano de 1953, Aristides Siqueira Bathke (Vô Tide) conheceu Catarina Maria Rainnert Bathke (Vó Kati) e eles casaram-se no ano seguinte na Cidade de Ituporanga, porém foram morar em Rio do Sul. Em 1956 nasceu Paulo José Bathke, o segundo filho do casal. Em 1958 a família mudou-se para Itajaí. Esse Paulo José Bathke é meu pai....e meu irmão leva o nome Paulo também....Paulo Leonardo de Souza Bathke... é Paulo Bathke que não acaba mais.... rsrs*

Bem, em 1978, Paulo José Bathke, meu pai, casou com Maria Marta de Souza (minha mãe) que tornou-se Maria Marta Bathke, vieram morar em Tubarão no sul do Estado de Santa Catarina, deste casamento, nasceram: Greicy Bathke (Itajaí), Paulo Leonardo de Souza Bathke (Tubarão) e André Phellipe Bathke (Tubarão).

Em 1998 Greicy Bathke (euzinha), casou-se com Luiz Gustavo Rita Apolinário, que tiveram: Maria Luiza Bathke Apolinário, filha única, por enquanto!"



Quem souber algo mais pode informar, se possível com fotos, ok?


A Grande e Unida Família Bathke, agradece!!

 
Tubarão-SC tem Bathke