31/01/2017

Campo Mourão É Nós no Face

 

 
Esta foto de 1959 leva Campo Mourão ao passado recente

À esquerda, hoje está a praça São José. Ainda se vê ali o antigo Instituto Santa Cruz todo de madeira, do piso ao telhado.
Onde se vê o Bar e o Posto Ipiranga hoje tem um quiosque.
À direita mais parece com o que ainda tem por ali, e a avenida Capitão Índio Bandeira estava no início da terraplenagem a fim de começar a receber as benesses do asfalto, iniciado (4 quadras) pelo prefeito Antonio Teodoro de Oliveira e, inaugurado pelo prefeito Milton Luiz Pereira, em 1963.

Vanderleia Regiane Gostei do bar atrás com café, leite e  kibe.
Wille Bathke Junior tem um quiosque do japa agora ali.
Francisco Jorge Spartalis Teixeira Esquina da Harrison Borges a rua em que eu morava. Uma quadra abaixo na esquina com a M.M. Camargo ! Posto do Kopko (Ipiranga) à esquerda e a direita ficavam, também, a Barbearia do João e a Casa Amaral.
Wille Bathke Junior o posto era dos Kopko, mas a Casa Amaral não aparece, era mais prá cá. O que aparece ali, à direita, hoje é o Shopping Zé Mineiro com lojinhas de tudo.
Danilo Kravchychyn Fotografia impressionante, dá para imaginar o que era chegar à progressista Campo Mourão de hoje, desde aquela época!!!
Nerilma Barboza Imagina em 1911 Danilo! Foi o ano que minha avó Benedita Pereira da Cruz nasceu, aqui em Campo Mourão!!!
Glaucia Stocki Que bela fotografia, não da para acreditar, é impressionante.
Marcia Tais Traple Esse desnível que tinha na Índio Bandeira era preparação para o asfalto. Quem lembra da cerca de arame farpado que separava enquanto faziam o asfalto?
Francisco Jorge Spartalis Teixeira Eu lembro, pois passava ali todos os dias !
Wille Bathke Junior Bem lembrado... o prefeito Antoninho que mandou cercar a fim de evitar acidentes. Os buracos antes do asfalto tinham mais de metro de fundura. Esse trecho, tão bem feito, nunca precisou de reparos.
Marcia Tais Traple Eu morava no prédio da esquina e ia com a Mariza Zanini pro Instituto Santa Cruz e um dia ela enroscou o calcanhar na cerca de arame e teve que levar nem lembro quantos pontos. Moramos nesse prédio (Edifício Mourão) até 1968.
Wille Bathke Junior Seu Albano Zanini - pai da Mariza - tinha ali a Loja Renner. Depois montou funerária. Teu pai saia desse prédio, atravessava a rua Brasil e já estava na antiga Sta Casa, na rua Brasil, com Dr José Luiz Tabith. Boas lembranças essa foto traz.
Nerilma Barboza Que legal essa foto! Um ano antes de eu nascer.
Wille Bathke Junior Começou a ser asfaltada em 1960 pelo prefeito Antonio Teodoro de Oliveira (seu Antoninho) e o Dr Milton Luiz Pereira inaugurou, com presença do governador Ney Braga, do bispo diocesano Dom Eliseu Simões Mendes e outras autoridades. Vinha gente de longe ver como era o tal do asfalto. Era grande a curiosidade pela novidade.
Marcia Tais Traple Eu estudei no Instituto Santa Cruz até 1963 e o asfalto foi inaugurado em torno desse ano.
Dirce Bortotti Salvadori quando nos mudamos pra Campo Mourão, em Dez/1965, tinha só 4 quadras asfaltadas na Cap.Indio Bandeira.
Wille Bathke Junior  eram entre as ruas: Francisco Albuquerque, Brasil, Harrison J. Borges, e São Paulo, mas logo ampliaram, principalmente o prefeito Renato Fernandes Silva. Daí não parou mais.
Wille Bathke Junior  em 63/64 seu Osvaldo construiu o Ed Alvorada e alugou o térreo a Casa dos Retalhos e seu pai (Reinaldo) veio instalar e gerenciar a loja, em seguida. Por causa dos alto-falantes da loja e do Chalé dos Milhões, do lado de fora, começaram apelidar o local de 'esquina do barulho'.
Dirce Bortotti Salvadori  Isso mesmo! Havia som por ali o dia todo. Também tinha a banca de jornais, revistas, loteria e de discos do Machadinho, logo ao lado, que tocava músicas variadas o dia todo! Se o Machadinho parava de tocar, alguém da Casa dos Retalhos ia até ele pedir uma música e ele rodava o disco, com volume alto. O tio Benedito ( Coronel Bastião) realizou os dois primeiros shows musicais sertanejos dentro da Casa dos Retalhos. Faziam parte das campanhas de vendas: Festa do vinho, festa do quentão, etc...
Regina Menin Gaertner eu cheguei em Campo Mourão em 1973 e as avenidas Cap Indio Bandeira, Manoel Mendes de Camargo e Irmãos Pereira já eram asfaltadas. Também parte da av Goioerê e algumas transversais. Mesmo assim, em tempo de seca, os vendavais enchiam nossas casas de poeira. Era uma tristeza!
Marcia Linhares Em 1959 já era cidade grande!! imagina em 1951!!
Wille Bathke Junior e vocês na esquina da Harrison J Borges ao lado do futuro Santa Maria. Sua casa de madeira, mas tinha até jardim de inverno, construída a mando do seu pai, Armando Queiroz de Morais (advogado e deputado estadual).
Maria Alcione Martins Boiko quando sentimos Saudade é porque fomos felizes. Eu sinto saudades dessa época.
Aquiles Nizer Saudades dessa época.
Carmem Fulgencio Saudades . . . Ja era linda !

Mais curiosidades de Campo Mourão:
  

Acima nós vimos a av. Índio Bandeira no início de 60. Agora a mesma avenida no início de 50. Foi o ano que chegamos a Campo Mourão. Note que ali abaixo tem um cachorro morto e não tinha 'coleta de lixo, nem rede elétrica, só os postes falquejados de pinheiros, feitos na serra manual e no machado. Já pensou que bucólico isso? Não esqueço nunca a mudança de Curitiba pra cá. Foi radical. Um choque. Tudo diferente de lá. Até de falar. Mas me afeiçoei mais por Campo Mourão que não troco por lugar nenhum. Viajo, bate a saudade, aí volto ligeirinho.


Francisco Jorge Spartalis Teixeira Eu vi a colocação destes postes. Vivi essa época correndo de bicicleta pela rua enlameada. Que farra !
Wille Bathke Junior Era tudo descida e subida pelo espigão. Depois foram aplainando e a cidade ficou um platô.
Ana Isaura Nunes Minha família veio de Castro em 1951. Lembro que no dia que chegamos chovia muito, a casa não estava pronta e foi improvisada uma barraca. A noite se ouvia muitos tiros por conta das brigas por terras. Meu pai quis fazer o caminho de volta, mas minha mãe não deixou. 
Wille Bathke Junior Hoje somos brindados com essa cidade bonita. Valeu enfrentar as dificuldades. Tua mãe era jovem, bonita e quando chegou usava roupa branca. Aí já viu, neh. Tudo diferente de Castro. 
Adalbrair Albuquerque Rego Só um lembrete ... na cidade no inicio até na gestão do primeiro prefeito, nosso amigo Pedro Parigot de Souza Filho, existia muitos LAGARTOS que corriam nas ruas e muitas grandes cobras CASCAVEL com muitos GUISOS na ponta do rabo e enormes URUTÚ. Até agora tomo susto só de lembrar.

O QUÊ FALTA NA POLÍTICA DE CAMPO MOURÃO? 

Cida Freitas Precisam surgir novos nomes . Pessoas de caráter ilibado, com visão aberta para o desenvolvimento, que saibam dialogar e que não usem a política como trampolim para si e para os seus. Que saibam somar talentos e agregar pessoas, que tenham projetos e a humildade de ouvir a comunidade. Pessoas cujo ego não suplante o bom senso e a capacidade de ver e ouvir! 

16 de fevereiro às 19:53

Ivone Brito E que seus ideais sejam para o bem comum e a política não seja profissão, mas sim exercício da cidadania. Ter capacidade de interagir, ouvir, dialogar, elucidar e promover, sobretudo, o despertar dá responsabilidade cidadã em toda comunidade. Há necessidade urgente de mudanças, pois temos algumas pessoas que não são líderes, são apenas e tão somente políticos.

Angela Kraus (prefeita de Farol)

16 de fevereiro às 15:34 · 
Gostaria de expressar minha opinião pois hà uma confusão entre bondade e administrar. Um administrador age de forma a cuidar do presente e do futuro das pessoas e da empresa que gerência. E um grande princípio da administração pública é a legalidade qual diz: no particular podemos fazer tudo o que a lei NÃO proíbe. Porém na administração pública podemos somente fazer o que a lei permite!
Outro assunto é a crise. Ela abrange o país do qual fazemos parte e o que vemos na TV também nos atingiu. Estamos a beira de um colapso e se não pisar no freio estaremos nos noticiários com salários e compromissos com credores atrasados. Portanto devemos lembrar da responsabilidade de cada poder. União, Estado e Municípios. Estamos estagnados de tanta responsabilidade que não nos cabe. 
Defender direitos é fundamental quando se coloca no coletivo. Coletivo refere a maior parte dos interesses da sociedade. Onde ha Deus não existe espaço para mágoa rancor ou vaidade. Peço a Deus que coloque sua mão e interceda. Que a sua mão sagrada não mude nenhum milímetro do que nos foi concedido. 
Amém!

Vanderleia Regiane 

17 de fevereiro às 12:35 · 
Ta na hora de Campo Mourão sacudir a poeira de baixo do tapete hehehehehe vamos ver no que vai dar. Está tendo muitas apresentações e bastante blábláblá nos bastidores. Quando começar a funcionar e por em prática, os elogios podem ser maiores. Por enquanto estou de camarote, só observando.  

Adriana Aparecida de Mello

18 de fevereiro
A política para mim é a ciência mais extraordinária que conheço, nas mãos certas transforma a vida das pessoas e a sua própria vida, porque não há como não mudar a si próprio quando muda a realidade do outro para o bem é claro. Muitos dizem e eu mesmo contrariada por vezes tenho que admitir, o estado novo foi arquitetado para os corruptos, para os usurpadores da republica, para poucos usufruírem o que muitos precisam.  Tenho em mim a esperança de um estado novo, que nosso contemporâneo seja escasso, todas as vezes que penso no agente político penso que gostaria de estar perto do homem que não tenha preço e sim valor.

Francisco Jorge Spartalis Teixeira 

Os problemas da política são essas ideologias distorcidas, atrasadas, retrógradas, que contaminam tudo e é aí que vira verdadeira Torre de Babel onde todos querem se agarrar !

Mario Telmo Ferri Alessi 

Ser político não eh problema, o problema eh a índole da pessoa, se é boa, ninguém a corrompe, toda pessoa que tem uma visão de coletivismo e boa índole, eh capaz de viver e fazer o bem na política, alguns com mais aptidão e visão, são os estadistas, mas jamais menosprezemos o justo, porque este fará a diferença na política, o estadista nos guiará para sonhos, para o futuro promissor, então antes de tudo vamos torcer por uma legislação que beneficie o correto e impeça do corrupto continuar na política, jah eh um começo, a partir daí surgirão bons nomes sim.

Neiva Maria 
Realmente precisamos de políticos de caráter descompromissado com seus interesses particulares e voltados para os interesses da população de Campo Mourão.

5 de março às 10:13 · Campo Mourão:


Estrada Boiadeira - do sonho centenário à realidade. 
Falta bem pouco... mais de 50% estão prontos.
Campo Mourão vai sentir um grande impacto do tráfego oriundo de Mato Grosso e estados acima, em busca do corredor do Merco Sul e do Porto de Paranaguá.

  
Estrada Boiadeira esperança de Campo Mourão

Luiz Alfredo Da Cunha Bernardo, bom Wille, ao relatar o sistema viário urbano e rural, já previmos um desvio defronte à hoje JBS (boiadeira), sentido BR 272, que por sua vez se liga ao anel viário, no início do parque industrial. Lembro ainda que foi planejado o sistema viário para os próximos 40 anos, com demandas habitacional, industrial, faculdades, etc. Inclusive vejo que a atual gestão ainda esta se familiarizando com o tema.
Wille Bathke Junior: Planejar é preparar o futuro. Parabéns Dr !!
Mario Telmo Ferri Alessi Em Maringá fez-se planejamento urbano e rodoviário (trans-modal na realidade, ferroviário, rodoviário e aéreo) todos se integrando, sempre olhando o longo prazo, e isto foi uma das molas propulsoras do desenvolvimento daquela cidade. Fico feliz, Luiz Alfredo, que aqui tb estejamos desenvolvendo este hábito. Parabéns a quem tomou tal iniciativa, e que as futuras administrações os sigam, independente de sigla partidária, para o bem de nossa população.
Wille Bathke Junior Bem lembrado, Mario. Abç amigo !!
Geovani Oliveira Infelizmente muitos de Campo Mourão não pensam na cidade a longo prazo, e isso atrasa nossa terra em relação a outras cidades. Só para citar 2 exemplos.... O que era Toledo a 15 anos atrás? Vocês sabiam que já existe planejamento para "Maringá 100 anos".... Em tempo: MARINGA tem quase a mesma idade de Campo Mourão!!
Luiz Alfredo Da Cunha Bernardo Temos uma formação étnica voltada em Campo Mourão ao "isso é meu; aqui tem dono". O que é muito comum nas regiões desenvolvidas nos seus primórdios por atividades econômicas de extração e não cultivo. Nas regiões e lugares que citou a formação étnica não se prendeu a esta situação; já que o plantar e colher se implementou de inicio. E infelizmente ainda é assim em Campo Mourão; apenas saíram da mata e foram para as prefeituras, sindicatos e algumas organizações civis. Contudo vejo nos últimos dois anos pessoas que tem independência econômica gerada pelo esforço pessoal, não hereditário, opinando e indicando direções, sem tendência pessoal, mas social. São observações e não apontamentos negativos. Se consolidar essa cultura de sociedade para todos, as soluções brotarão automaticamente.
Wille Bathke Junior Diferença de meses em relação a Mga e Cpm, Geovani... Mas a diferença de cabeças pensantes, é bem maior, inclusive politicamente. Abç amigo !!
Alice Semtchuk Essa boiadeira tem histórias!!
Wille Bathke Junior Depois de mais de 100 anos, parece que as 'histórias' terão aquele fim... E Fomos Felizes por um bom tempo !!
Lidia Mizote Com a Boiadeira concluída, imprescindível concluir o contorno viário.
Wille Bathke Junior Faz parte do sistema, neh ?? Será que nossos governantes atentaram para esse detalhe super importante, Lidia Mizote?
Wille Bathke Junior As pessoas que têm debatido esses temas de interesse geral de Campo Mourão se mostram ponderadas, com conhecimento de causa e visam, justamente, o bem comum-social da população. Obrigado por opinarem com sensatez.
Sula Santos Maravilha. Pena que já esteja sendo intitulada: "Estrada da morte'.
Wille Bathke Junior haaannn ??
Sula Santos Sim meu amigo. Infelizmente essa é a realidade. Trabalho com seguro de acidente de trânsito e só em 2016 e começo de 2017 atendemos 9 acidentes na Boiadeira, sendo 5 óbitos, 1 invalidez permanente e 3 fraturas com fixadores, uma senhorinha de 72 anos com 8 pinos nas costas. Isso o que passou por nós, fora os q não passaram, tipo esse da última quarta-feira entre 2 veículos que ninguém sobreviveu. Me parece q 6 ou 7 pessoas morreram. Estou com o vídeo aqui mas infelizmente não poderei postar pra vc ver pq são cenas fortíssimas :'(. Muito triste. A todo momento a gente presencia combinações de rachas na Boiadeira :'(. Tipo assim.."vamos lá pra Boiadeira!!!"
Wille Bathke Junior Sula Santos caramba macanuda. Como coibir os abusos na Boiadeira asfaltada? Falta sinalização? Falta Polícia Rodoviária? Praça de Pedágio resolveria ?? Afinal ninguém fica feliz quando morre alguém, neh, ainda mais dessa forma. 
Fortunato Sasaki Estou NP Pr desde Março dr 1960, rodovia pavimentadas apenas Lond X Cbe, e já se falava da Boiadeiro! 57 apos ainda faltam 10%!! Quantas promessas de políticos !! Até ouvi falar que o Norte Paranaense seria prejudicado pelo desvio do escoamento do Mato Grosso ! (se falava que a cidade era privilegiada se a rodovia passasse pelo centro). Vamos políticos, mais 57anos de plataforma política par duplicar a Boiadeira !!
Edson Battilani Na verdade para a conclusão da boiadeira ainda falta um longo trecho. De Cruzeiro do Oeste a Porto Camargo no Rio Paraná. Será que algum dia será concluído. A Estrada não interessa a Umuarama. De qualquer forma, com a conclusão do trecho em obras deverá haver aumento de fluxo no perímetro urbano da cidade.
Edson Battilani Campo Mourão necessita da construção do contorno norte. Até a presente data, na prática, apenas o Deputado Rubens Bueno tem se empenhado para a sua construção. Por várias vezes tentou e agora conseguiu colocar recurso no orçamento da União. Está cobrando o projeto no DNIT.
Edson Battilani De fato, aprovamos na Lei do sistema viário o desvio (uma parte do anel viário - contorno norte) Mas da lei a obra existe a necessidade de alguns milhões de reais que precisam ser viabilizados. Isto requer o esforço de todos.
Rosira Brisola Maciel Meu pai dizia que qdo isso acontecesse, traria grande benefício para CM. Estamos esperando que aconteça, a estrada é linda, e que venha o progresso. Contamos com o Tauilo e empresários etc, etc.
Wille Bathke Junior Rosira Brisola Maciel, cremos que esses benefícios advirão na condição do leque de rodovias que cruzam Campo Mourão, em todos os sentidos. É bom de investir aqui, a começar por essa vantagem da facilidade de entrada e saída das produções agrícolas e empresariais. Mas neste sentido há que termos incentivos legais e bem projetados, do governo municipal, em todas as gestões.

 
O asfalto da Boiadeira em Campo Mourão está concluído

 
...

Wille Bathke Junior

ALGUÉM PODE EXPLICAR ISSO ??
.
Na Câmara de vereadores de Campo Mourão têm dois tipos de copos de água servidos durante as sessões plenárias, abertas a nós, povo.
Masss, com essa discrepância, veja só que coisa estranha:
A marca Safira é água mineral comprada pela Câmara e a da Sanepar é doada à Câmara e é água
tratada retirada do rio do Campo, a mesma que nós pagamos.
Comentários:

Rubens Miguel Descaso com as pessoas k vão assistir ,só pode
Wille Bathke Junior Pretenção de Superioridade - ou a água local tem problema... seria ??
Edna Pereira Sou mais Wille, pretensão de superioridade!
Ivone Brito Bom olhar prestação de contas! Rsrs...Wille Bathke Junior rsss.... creio que essa água lava tudo... tem gaz !! Até 'prestação'... rssss*
Wille Bathke Junior Repare que a Safira é bemmm clarinha e da Sanepar é mais turvinha... rsss* - tem cheiro de 'capivara.
Coledan Ma Gastando o dinheiro do erário. É fácil. O povo paga. Não sai do bolso dos vereadores. Sai do nosso bolso, de uma forma ou de outra.
Wille Bathke Junior Isso é verdade, Mario !!
Wille Bathke Junior O dia que a gente for vereador ou vereadora 'nóis' vai acabar com essas frecuras de rodadas e rodadas de cafezinhos e águas safira. Oh coisa sem graça. Eles não tem café nem água em casa, não ?? Nóis tem, uai !! 
Luiz Alfredo Da Cunha Bernardo Parabéns a quem observou. Concordo a Mesa Diretora to r r a mesmo.
Vera Lúcia Spilka Na verdade, a preocupação, é em saber se a água da sanepar é saudável ou não...pois, se nem eles querem beber, alguma coisa tem. Eu mesma não bebo.
Wille Bathke Junior Eu bebo e pago.... pago esgoto também, mais caro que a água do rio do Campo... Essa diferença também não entendo !! Oh trem danado, isso !!
Vera Lúcia Spilka Wille Bathke Junior pagar eu pago, e bem caro ainda...de 110 reais por mês a 120, afff
Vera Lúcia Spilka Mas para beber não confio...e nem ofereço para outros que entram em minha casa...
Wille Bathke Junior Vera Lúcia Spilka empatamos no valor... eles que deviam nos pagar pois usamos e devolvemos a água ao rio deles, neh?
Vera Lúcia Spilka Wille Bathke Junior concordo...tá muito caro, muito mesmo.
Wille Bathke Junior Safira eu bebo. Mas é meio carinha. Porém é boa !!
Curtir · Responder · 9 h · Editado
Wille Bathke Junior Por falar nisso, me deu sede !! vou lah.... Aceita um cadinho ??
Maria Salete Chrastek Para desprezarem a água da Sanepar, e porque devem saber que a água não é bem tratada!!! Aí os bonitinhos tomam a água Safira, e o povo que paga a água para eles tomam a água Sanepar!!! 
Wille Bathke Junior Maldade isso que a Mesa faz... poxaaa !! 
Wille Bathke Junior Meu filho toma água da Sanepar. Primeiro ele ferve e depois coloca no filtro de barro. Aí até eu tomo. Fica com aquele gostinho de água de mina que a gente tomava na conchinha das mãos, quando criança !!
Maria Salete Chrastek Deve ser muito boa a água tratada assim!
Wille Bathke Junior Maria Salete Chrastek eu gosto, na caneca de alumínio, fica mais fresquinha !!
Maria Salete Chrastek Realmente fica bem mais fresquinha!
Rubens Miguel Bom se a água da Sanepar está mal tratada ou imprestável. Logo teremos empresas oferecendo mão de obra e manutenções em poços artesianos.
Wille Bathke Junior Poço artesiano é uma boa Rubens. É assim em Peabiru, água quase dada à população. Eles só colocam um pouco de cloro e pronto. Maringá também é assim. Aqui, me parece, a Sanepar tem contrato por 30 anos e vende a água pelo preço que o governo nos impõe....Ver mais
Curtir · Responder · 2 · 20 h · Editado
Rubens Miguel Em 2001 muito abriram micro poços artesianos na cidade .
Wille Bathke Junior Rubens Miguel na área rural, mesmo em volta da cidade, existem vários poços assim, em propriedade particulares. Bem lembrado, amigão !!
Wille Bathke Junior Deve 'pagar' em água, que dá de graça pra Câmara e pra prefeitura também, com certeza !!
Wille Bathke Junior Matutando e tentando entender, aqui.... esse novelo sem ponta, da nossa água...
Wille Bathke Junior Thiko Bathke, tem água 'paraguaia' ?? pero que no ??
Toninho Barbosa Kkk....é amigo. Dois pesos, duas medidas.

o0o 

Wille Bathke Junior : Caso da Garapeira/Caldo de Cana.

Meu nome é Ataide, tenho 70 ANOS. Faz anos comprei um " carrinho" de Caldo de Cana, fui até a prefeitura regularizei tudo e o meu sustento e de minha família viria dali. Mas ontem no dia 13/06/17, foi retirado brutalmente meu caldo de cana que tanto suei para ter, muitas pessoas presenciou e sabe o quanto me dedicava para manter a qualidade. O que mais me deixa revoltado foi a forma com que me tiraram, sem ao menos uma notificação, simplesmente chegarem e " arrancaram " como se não fosse um nada, como se não tivesse valor algum. Só gostaria de saber cadê o Prefeito que zela pelo povo?
Seu Ataide onde tomei muitas garapas, é pessoa do bem, não tem emprego e não é aposentado !!........... E agora mané ??
Vera Lúcia Spilka Isto é um crime, mesmo que não tivesse regularizado, isto é um crime com quem está lutando para sobreviver honestamente, lutando para comer...agora, nós pagarmos para esses tais políticos sustentar suas famílias do bom e do melhor, aí vale, né?!! Para ...Ver mais
Wille Bathke Junior Se é crime e ele tem a licença, cabe um processo aí, ou não ??
Vera Lúcia Spilka Wille Bathke Junior sim, pior que eles irão arrumar algum motivo para não perder a causa, e pior ainda é o desgaste psicológico, físico e financeiro, do qual, certamente será difícil, da pessoa que irá correr atrás desse tal processo.
Wille Bathke Junior Vera Lúcia Spilka tem que ser uma advogada ou advogado bom de coração e que ame a Justiça. O caso atingiu uma família, não somente seu Ataíde.
Vera Lúcia Spilka Wille Bathke Junior exatamente, falou tudo. Eu sei o que é atingir uma família, digo isso, porque eu e meu filho somos uma família....
Mariza Ferreira Wille Bathke Junior meu brimo, você trabalhou tanto foi um general na campanha deste prefeito que vcs elegeram você não pode ir conversar com ele sobre este caso? O prefeito que ajude este senhor que ficou sem o carrinho dele.
Wille Bathke Junior Mariza Ferreira trabalhei e não acredito que ele deu ordem nesse sentido, mas vou me certificar, com certeza, brima querida ""
Vera Lúcia Spilka Na hora do aperto, os gatos viram lebres...
Wille Bathke Junior E tem gente que come... engole, neh ?!
Vera Lúcia Spilka Hoje a amada irá entrevista-lo, certeza de que a defesa será total...capaz de tudo isso ter sido jogo político, para depois, falarem que não sabiam e até dar um barraca nova...
Wille Bathke Junior Precisamos saber quem mandou e quem executou. Não acredito que o TT faria isso !!
Wille Bathke Junior Olhe a foto abaixo: duas máquinas pesadas, um caminhão, três operadores, um espiando.... pra carregar uma barraquinha que sustentava uma família... Podiam estar a fazer coisas mais importantes, creio eu !!
Cida Slompo Vota nele de novo.
Wille Bathke Junior Se fizer por merecer, voto até em Vc !! Nem que vire pizza !!
João Lara Num período de crise que o país atravessa com 14 milhões de desempregados o trabalho informal às vezes é a única saída. Há que ter mais compaixão pelas pessoas.
Vera Lúcia Spilka Exatamente, procurar ajudar, se não tem licença, orientá-los e tudo mais João Lara
Edna Pereira Penso que,antes de fazer isso,teriam que conversar com o senhor,dar uma chance a ele. Que país é esse onde só os políticos estão se dando bem!
Salete Brito Tauillo Tezelli...É preciso rever/analisar o q está acontecendo qto ao caso exposto e trazer explicação aos munícipes. Não quero acreditar nos comentários que tenho visto. Há algo errado nisso. E de qualquer forma...se o Secretário mencionado faltou com respeito da forma colocada, há de se retratar ao Senhor em questão e em público, pois nem o cargo dele, nem nenhum outro cargo, dá o direito ao desrespeito.
Carmo Caldas Não dá para acreditar. 
Como pode acontecer um ato desse Tipo?
Maria Alcione Martins Boiko Tem pessoas que pra mostrar serviço fazem essas barbárie. Tenho ouvido muitos comentários de abuso de poder. Pior ,com essa atitude estão denegrindo a imagem de quem confiou nele oferecendo um cargo de confiança e com certeza muito bem remunerado.
...