26/03/2011

Pochapski e a Fecilcam


Professor e prefeito José Pochapski (Prefeito Saúde) teve participação decisiva no processo de criação e reconhecimento dos cursos de Ciências Econômicas, Administração de Empresas e Ciências Contábeis, da Faculdade Estadual de Ciências e Letras de Campo Mourão (Fecilcam).

Este trabalho, que mobilizou dezenas de lideranças, evitou o fim do ensino superior em Campo Mourão. Foi o idealizador da Fundação Educacional de Campo Mourão (Fucam), instituição que assegura, até hoje, a permanência dos recursos do Salário Educação. Na gestão 1983/88, desenvolveu ações de vanguarda nas áreas de saúde, educação, saneamento básico, esporte, alimentação e urbanização, dentre outras.

Vale ressaltar a implantação de aproximadamente 20 Minipostos de Saúde e Gabinetes Odontológicos nos bairros, patrimônios rurais e distritos (Luiziana e Piquirivai).
Manteve inúmeros programas de caráter preventivo e curativo. Sua filosofia é: “não dar o peixe e, sim, ensinar a pescar”.
Mandou o povo plantar batatas e mandioca nos terrenos baldios e tentou um projeto curioso: o das cabritas leiteiras, sugerido pelo vereador Dondaque, mas as familias acabaram por matar e comer os caprinos, literalmente.

Aos que tinham terrenos vagos, anunciou: "no IPTU desses lotes vou enfiar a faca, até o cabo, e ainda dar uma mexidinha".

Pochapski, e sua equipe de trabalho dotou Campo Mourão de uma sólida infrae-strutura esportiva e foi a administração que, até então, mais investiu em pavimentação asfáltica, no combate à erosão e passou à história como Prefeito Saúde.

Certa feita convidou o então deputado estadual Rubens Bueno afim de conhecer uma das unidades de saúde. Ao chegar Bueno perguntou: "cadê o povo?" 
Pochapski respondeu: "olha Rubens, eu não gasto dinheiro com inaugurações e cerimônias".

Implantou programas prioritários na Educação e Cultura. Um dos pontos marcante foi a organização e o envolvimento comunitário na administração municipal.

No seu governo, o então Distrito de Luiziana, pleiteava sua emancipação, movimento liderado pelo vereador Antonio Abrão dos Santos. Pochapski foi contra ao alegar que: "ainda falta infraestrura ao futuro novo município".

Até hoje é elogiado pela honestidade e seriedade que imperou durante toda a sua gestão e, aos que o criticavam, por não fazer política, dizia: “não sou político demagogo, prefiro agir e fazer do que ficar no bla bla bla!"


Texto Wille Bathke Jr
Quadro Tony Nishimura